Samba de Bamba recebe Glória Bomfim em sua 3ª edição

12 de maio de 2017 0 Por Diego C. Melo

Sambista baiana apresenta seu disco, “Anel de Aço”, dia 23 de maio, no Teatro da Caixa Cultural

 

A sambista baiana Glória Bomfim é a próxima atração do projeto Samba de Bamba 2017. Dona de uma voz potente, o canto primitivo de Glória é comparado ao de Clementina de Jesus e sua obra dá continuidade a uma vertente pouco divulgada da cultura brasileira – a música de santo. A cantora se apresenta pela primeira vez no Recife, dia 23 de maio, às 20h, no Teatro da Caixa Cultural. Os ingressos têm preços populares R$ 20 e R$ 10 (meia).

 

Acompanhada por um quinteto musical composto por Rafael Mallmith (violão de sete cordas), Leo Pereira (cavaco), Bidu (pandeiro), Marcus Thadeu (bateria) e Julião Rabello (violão), Glória cantará músicas do seu disco, Anel de Aço – lançado pelo selo Quitanda, de Maria Bethânia, sobre temas do candomblé. No repertório, canções como A palma da palmeiraBambueiroCavalo de santoSenhor da justiçaGameleira branca e Encanteria, que deu título ao álbum de Maria Bethânia, lançado em 2009, foram escolhidas para o show na capital pernambucana.

 

Nascida em Areal, um pequeno povoado no interior da Bahia, Glória era requisitada desde menina para cantar em festas de casamento e batizados. O destino acabou fazendo com ela, aos 14 anos, fosse para o Rio de Janeiro. Na década de 1980, frequentou as rodas de samba na quadra da Portela, onde, a pedidos de Mestre Marçal, sempre interpretava sambas de João Nogueira, Mauro Duarte, Eduardo Gudin e Paulo César Pinheiro – para quem começou a trabalhar como cozinheira e logo foi incentivada a trilhar pela carreira musical.

 

Em 2007, a musicista Luciana Rabello decidiu lançar Glória. “A Yalorixá Glória Bomfim é uma das mais expressivas e autênticas vozes que conheço. Seu canto primitivo, forte, verdadeiro, despretensioso e absolutamente intuitivo é um diamante bruto que representa, de forma emocionada, a cultura dos terreiros de candomblé, trazida pelos negros africanos e mantida aqui pelos mestiços brasileiros”. A aposta de Luciana deu certo: em 2013, a cantora ganhou o concurso Novos Bambas do Velho Samba – categoria Melhor Interprete – promovido pelo bar Carioca da Gema, na Lapa, tradicional reduto boêmio do Rio de Janeiro. 

 

SERVIÇO
Samba de Bamba com Glória Bomfim
Dia 23 de maio (terça-feira), às 20h
Teatro da Caixa Cultural: Av. Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife
Informações: (81) 3425.1905

Ingressos:
R$ 20 e R$ 10 (meia) – à venda no dia do show, a partir das 10h, na bilheteria do teatro

Lotação: 97 lugares
Duração: 90 minutos
Classificação etária: Livre

*via assessoria