Dicas para vender bem em tempos de Coronavírus

Dicas para vender bem em tempos de Coronavírus

26 de março de 2020 0 Por Diego C. Melo

Em alguns seguimentos as metas terão que ser revistas e os gestores das áreas de vendas terão que se adaptar

Com o pico da pandemia do Coronavírus se aproximando e a economia do país declinando, é chagada a hora de reinventar para não deixar a peteca cair. Para o setor de vendas, que trabalha diretamente em contato com o público, é hora de utilizar as ferramentas de tecnologia para manter os clientes e colocar em prática novas técnicas de fidelização. 

De acordo com o consultor da indústria farmacêutica, Tomé Bezerra, especialista no setor de medicamentos há oito anos, caberá as empresas incentivar o trabalho home office e oferecer cursos de capacitação gratuitos. “Em alguns seguimentos as metas terão que ser revistas e caberá às empresas buscar soluções criativas e procurar contribuir com a solução do problema de alguma forma. Mas, em meio ao risco, o telefone e os aplicativos de relacionamento serão ótimos aliados nessa época de crise”, explica.  

Mesmo com tantas facilidades de comunicação, um bom planejamento e uma abordagem direcionada serão fundamentais para atingir o objetivo. Manter o relacionamento, passar confiança, ter o controle do estoque e, até mesmo, conquistar alguns clientes estão entre as prioridades nesse período de confinamento social. “Quando essa crise passar, voltar com uma cartela nova de clientes será o grande diferencial. Para isso, fazer uma pesquisa minuciosa do público alvo, target e persona, o que importa não é a quantidade de contatos achados, mas sim a qualidade”, aconselha, acrescentando que o Instagram, o Facebook e também o LinkedIn podem ser ótimas fontes de pesquisa.

Ainda de acordo Tomé, a previsão é que a indústria farmacêutica volte à todo vapor, com contratações em massa para propagandista de medicamentos, tendo em vista que o setor foi um dos poucos que alavancaram em meio à pandemia. O mercado farmacêutico global está previsto para ultrapassar UU$1,5 trilão até 2023, acrescentando a taxa anual de 3% a 6% nos próximos cinco anos, segundo dados do The Global Use Off Medicini, em 2019. “Estamos acompanhando todo processo dessa crise e aproveitando para reformular nosso curso preparatório para propagando médica que tem como objetivo capacitar os candidatos para enfrentar os processos seletivos da melhor forma possível. Por enquanto, todas as informações estão sendo oferecidas via Instagram”, conclui.

SERVIÇO:

Consultor da Indústria Farmacêutica

Tomé Bezzera

Telefone: 81 98214 8829

LinkedIn: Tomé Bezerra

Instagram: tomebezerra

Facebook: tome.bezerra

YouTube: Tomé Bezerra

via assessoria