Crítica: Quebra-Nozes

A Disney literalmente decidiu dominar os cinemas em todos os sentidos. Seja ele no universo de heróis, romances, aventuras, animações e, com maestria, nos live action. Quebra-Nozes é um encanto aos olhos de crianças, jovens e adultos, contudo funciona bem mais para o público-alvo, pelo tom lúdico utilizado.

Quase não fugindo à regra do que já fora outrora apresentado, o longa consegue levar as crianças para outra dimensão, algo que fazia um bom tempo que outra obra não fazia. Sabe aquele tipo de espetáculo que você pode deixar a criançada parada em frente que ela sequer piscará? Pois bem, Quebra-Nozes é uma delas.

Mesmo com um roteiro um pouco cansado e sem grandes reviravoltas que empolguem de verdade (tem uma perto do fim, mas bem previsível), o filme celebra um momento ímpar da gigante Walt Disney nos cinemas e consagra bem todos os envolvidos. Dizer que foi feito para agradar outras pessoas que não sejam crianças é puro engano, porém o que ele foi destinado a ser, o faz bem-feito.

Os efeitos especiais estão ótimos, por umas coisinhas aqui e ali não ficam excelentes. As atuações, com exceção de duas ou três que estão um pouco caricatas, também contribuem para a construção do universo apresentado.

Quebra-Nozes é um belo espetáculo visual, restrito para um certo público. Vale a pena assistir ao menos uma vez, para satisfazer a alegria de algum pequenino. Eles amarão, mesmo não sendo, nem de longe, uma das melhores obras da Disney.

Nota 7

Por Dieguito C. Melo

Revisado por Thalles Amaro

Apoio: UCI Cinemas

Related posts

Leave a Comment