Crítica: Kubo e as Cordas Mágicas

Crítica: Kubo e as Cordas Mágicas

10 de outubro de 2016 0 Por Diego C. Melo


Primoroso, extraordinário e inesquecível!



kubo-696x385

Quando é lançado um filme em stop motion, muito se especula a respeito dele e muito se espera. Kubo atende à todas as expectativas e transforma os corações dos espectadores desde os primeiros minutos de exibição, fazendo com que qualquer adulto se ajoelhe perante o espetáculo. O envolvimento com o filme é extremo.

kubo

A história não é das mais simples de ser transportada para as telas, mas os produtores conseguiram esse feito com extremo sucesso. Uma criança que possui poderes desejados por sua família malvada é um enredo que por si só já renderia bastante. O que os responsáveis pelo filme fizeram foi inserir cultura bem diante dos olhos de qualquer um que assista, não de uma maneira severamente educativa, mas com qualidade e sem parecer um filme didático, como diversas obras da Disney.

kubo_1

O público é imerso em algo surreal e indescritível de tamanha beleza . A delicadeza que foi dado a cada enquadramento nessa tecnologia foi levado também para a história é com certeza vai ficar marcado na mente dos pequenos e por gerações será lembrado. Já disponta com certeza como melhor animação do ano, poderia ser dita como a da década.

kubo-and-the-two-strings-official-trailer-9

Misturar elementos religiosos, históricos e ainda assim contar uma bela jornada de uma garoto com deficiência visual é difícil para qualquer super equipe, por mais experiência que possua, mas Kubo é tudo isso e muito mais.

165875

Até nos momentos assustador, a produção teve o cuidado de mesclar com personagens novos, para não dar tempo do choro prevalecer, mesmo ele vindo em outros momentos. É para se aplaudir de pé cada minuto.

Making Of do filme Kubo e as Espadas Mágicas!

Kubo vai além do que se espera e faz valer a pena cada centavo investido na compra dos ingressos para acompanhar a aventura. Se dê o prazer de assistir, mais de uma vez inclusive, seja sozinho ou acompanhado. Apenas não cometa o pecado de deixar de assistir a essa verdadeira obra prima.

Nota 10

Por Dieguito C. Melo

Revisado por Thalles Amaro