Congresso de Ibiúna é retratado em novo documentário de Silvio Tendler

Congresso de Ibiúna é retratado em novo documentário de Silvio Tendler

8 de novembro de 2019 0 Por Diego C. Melo

Em outubro de 1968, a União Nacional dos Estudantes (UNE) realizou um congresso na cidade de Ibiúna, no interior de São Paulo, reunindo estudantes de universidades de todo o país. O objetivo era eleger o novo presidente da entidade e, por ter sido proibida pela ditadura de organizar reuniões entre seus membros, a UNE promoveu o encontro de forma clandestina. A história e seus impactos são abordados pelo novo documentário do diretor Silvio Tendler, intitulado “Ibiúna”, que estreia no canal Curta!.

Dois dias após o início do congresso, o aparato repressor do regime militar cercou a fazenda onde acontecia o evento e prendeu cerca de 800 alunos, incluindo as principais lideranças da UNE. A perseguição aos estudantes se dava previamente, devido ao protagonismo do movimento estudantil em manifestações contra a ditadura militar, inclusive na Passeata dos Cem Mil, ocorrida meses antes. Pouco depois, em dezembro do mesmo ano, foi promulgado o AI-5, marcando o início dos chamados “anos de chumbo” da história brasileira.

O documentário, produzido pela Caliban Produções e viabilizado pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), reúne depoimentos de vários dos estudantes presos, entre eles José Dirceu e Vladimir Palmeira — duas das lideranças do movimento —, Franklin Martins, Lucia Murat e Cesar Maia.  A estreia é na Sexta da Sociedade, dia 15/11, às 22h25.

Fernando Henrique Cardoso e outros intelectuais são tema de novo episódio de ‘Imortais da Academia’

A série “Imortais da Academia”, exibida pelo Curta!, tem por objetivo contar a história de todos os membros — do passado e do presente — da Academia Brasileira de Letras. A cada episódio, a história do atual e de antigos ocupantes de uma cadeira específica é detalhada. Nesta semana, a de número 36 estará em evidência. O capítulo inédito traz a vida e a obra de Fernando Henrique Cardoso, sociólogo e ex-presidente do Brasil, o atual ocupante; do filósofo, diplomata e escritor José Guilherme Merquior; e do jornalista e professor João de Scatimburgo. Em comum, todos deram vazão à vocação intelectual. A série, dirigida por Belisario Franca e produzida pela Giros, foi viabilizada pelo canal Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Episódio inédito na Quinta do Pensamento, 14/11, às 20h.

Segunda da Música – 11/11

22h15 – “Paulo Moura — Alma Brasileira”
O documentário apresenta a trajetória musical e biográfica do músico Paulo Moura. O compositor e instrumentista está associado à história do choro brasileiro. Para captar a essência da sua obra, o diretor Eduardo Escorel economiza nos depoimentos e lança mão da música e do sentimento — presente, especialmente, na voz da viúva Halina Grynberg. Trechos “rejeitados” de entrevistas e momentos silenciosos gravados em turnês internacionais ajudam a trazer à tona o lado menos conhecido do artista e a formar um retrato mais completo de Paulo Moura. A produção reúne mais de 40 anos de registros filmados e escritos e apresenta 25 canções do repertório do músico.
 Diretores: Eduardo Escorel. Duração: 86 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 12 de novembro, terça, às 2h15 e às 16h15; 13 de novembro, quarta, às 10h15; 16 de novembro, sábado, às 22h15; 17 de novembro, domingo, às 13h20.

Terça das Artes – 12/11

22h30 – “Os Irmãos Roberto”
Integrantes da mesma geração de Lúcio Costa, Oscar Niemeyer e Affonso Eduardo Reidy, os irmãos Marcelo, Milton e Maurício, conhecidos profissionalmente como irmãos Roberto, foram os autores de marcos da arquitetura modernista brasileira, como o premiado prédio da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio, e o aeroporto Santos Dumont. A partir de depoimentos de arquitetos contemporâneos, a obra do trio é analisada, abarcando tanto os projetos públicos quanto os particulares, de moradias de classe média. 
Diretora: Ivana Mendes e Tiago Arakilian. Duração: 72 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 13 de novembro, quarta-feira, às 2h30; 14 de novembro, quinta-feira, às 10h30; 16 de novembro, sábado, às 9h20.

Quarta de Cinema – 13/11

20h – A faixa “A Vida é Curta!” traz os curtas-metragens “Meia Hora Com Darcy” e “Repense”

Meia Hora Com Darcy
Em dezembro de 1996, o antropólogo e político Darcy Ribeiro concordou em receber o cineasta Roberto Berliner para uma conversa de meia hora em seu apartamento em Brasília. Expressando-se com a habitual veemência e paixão, cobriu uma grande gama de assuntos. Dois meses depois, Darcy morreu e o material ficou guardado. O diretor decidiu apresentar este depoimento histórico sem cortes. 
Diretora: Roberto Berliner. Duração: 30min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 14 de novembro, quinta-feira, às 00h; 15 de novembro, sexta-feira, às 08h; 16 de novembro, sábado, às 10h45.

20h32 – Repense
De um lado, uma menina de 5 anos com uma forma rara, grave e sem cura de epilepsia. Do outro, uma substância proibida que acaba com as convulsões da criança. Entre as duas, a luta de uma mãe para garantir à sua filha o direito à saúde. O drama de Katiele Fischer, mãe da pequena Anny, é o fio condutor deste filme sobre a cannabis medicinal. 
Diretores: Raphael Erichsen, Tarso Araujo. Duração: 20min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 14 de novembro, quinta-feira, às 00h31; 15 de novembro, sexta-feira, às 08h31; 16 de novembro, sábado, às 11h15.

Quinta do Pensamento – 14/11

20h – “Imortais da Academia” (Série) – Episódio “Cadeira 36: Da vocação intelectual”
Este episódio da série Imortais da Academia embarca em um roteiro intelectual pela vida e pela obra de alguns dos pensadores que imprimiram seus nomes na cadeira 36 da Academia Brasileira de Letras. O diplomata, filósofo e escritor — para citar alguns de seus muitos títulos — José Guilherme Merquior, que foi definido pelo também acadêmico Eduardo Portella como “uma fascinante máquina de pensar”; o jornalista e professor João de Scantimburgo, grande defensor da monarquia; e o sociólogo e ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, atual ocupante da cadeira 36. 
Diretor: Belisario Franca. Duração: 26min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 15 de novembro, sexta-feira, às 00h e às 14h; 17 de novembro, domingo, às 16h10; 18 de novembro, segunda-feira, às 8h.

Sexta da Sociedade – 15/11

22h25 “Ibiúna”
“Ibiúna” relembra o congresso clandestino da União Nacional dos Estudantes (UNE) realizado em outubro de 1968 onde cerca de 800 estudantes foram presos. Vindos de universidades de todo o país, os jovens estavam reunidos para eleger o novo presidente da entidade, mas, dois dias depois do início dos trabalhos, as forças públicas de segurança cercaram o local, prenderam todos os alunos e as principais lideranças do movimento. Desde o início do ano, os estudantes tomavam as ruas em protestos contra a ditadura militar que se instalara em 1964. Pouco depois da realização do congresso, foi instituído o AI-5, que endureceu ainda mais o regime. 
Diretor: Silvio Tendler. Duração: 80min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 16 de novembro, sábado, às 02h25; 17 de novembro, domingo, às 20h40; 18 de novembro, segunda-feira, às 16h25; 19 de novembro, terça-feira, às 10h25.


via assessoria