Candidatos aprovados no Concurso da Polícia Civil temem ser prejudicados por decisão do MPPE

Candidatos aprovados no Concurso da Polícia Civil temem ser prejudicados por decisão do MPPE

12 de março de 2017 0 Por Diego C. Melo

Após a recomendação da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público de Pernambuco à Secretaria de Defesa social e ao Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção de Eventos (Cebraspe/Cespe) de anular a prova de avaliação psicológica do concurso público da Polícia Civil e Científica realizado em outubro de 2016, os candidatos aprovados na prova apresentaram versões que defendem a legalidade da prova aplicada.

Eles afirmam que a maioria dos candidatos que receberam os cadernos marcados informou e efetuou a troca do material, e isso foi anotado em ata, sendo justamente os dados apresentados ao MP. Além disso, a maioria das reprovações ocorreu nos testes de atenção e memória, que não possuíam marcações em cadernos e dependiam unicamente da capacidade do candidato de efetuar a atividade no tempo determinado.

Temendo serem prejudicados injustamente pela recomendação do MPPE, os candidatos se reunirão no dia 13/03 (segunda-feira), a partir das 10h, na Praça da República às 10h para debater sobre o assunto.

 

Entenda o caso

A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público de Pernambuco recomendou à Secretaria de Defesa social e ao Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção de Eventos (Cebraspe/Cespe) a anulação da prova de avaliação psicológica do concurso público da Polícia Civil e Científica após candidatos denunciarem que alguns deles receberam o material de prova rasurado. A promotoria defende a anulação de todas as fases posteriores ao psicotécnico e que a prova seja reaplicada, gerando um grande ônus, já que a fase de exames médicos, que contemplou 12 especialidades e mais de 50 exames, foram realizados aos custos dos candidatos.

O retorno das fases do concurso não só acarreta prejuízo material e moral aos candidatos aptos, como despesa desnecessária a Cespe e ao estado, além do atraso no andamento do certame, cujo efetivo é extremamente necessário neste momento para a segurança pública.

CONVITE

Convidamos a imprensa para participar da reunião para esclarecimentos sobre a situação dos candidatos aptos no certame.

Quando: 13/03/2017 (segunda-feira)


Onde: Praça da República – Centro do Recife

Hora: A partir das 10h