Crítica: Anjos da Noite: Guerras de Sangue

Crítica: Anjos da Noite: Guerras de Sangue

5 de dezembro de 2016 0 Por Diego C. Melo

Quando se resolve mexer e remexer em uma história que já extrapolou os seus limites, é raro não acontecer algo de ruim ou falho. Anjos da Noite cai na mesmice, mas ainda assim é uma boa opção para os espectadores ávidos por ação.

filmes_10632_anjos13

Quem eu sou? Para onde vou?

Uma rápida apresentação com o resumo sobre os principais acontecimentos em outros filmes não são suficientes para situar novos ou velhos fãs da obra, explicação leve e que quase passa despercebida. Nesse quesito deviam aprender com os produtores de Resident Evil, que fazem esse tipo de ação com maestria.

gallery_image_4

Chegando à casa dos vampiros espirituais

A história em si é um misto de ganchos perdidos com as outras obras e ao mesmo tempo rasa, porém concede muitas mortes, pulos e tiros voando na telona. Isso seria suficiente se os efeitos especiais causassem o impacto esperado e infelizmente isso não ocorre.

underworld5banner

Sentiu medo? Não né? Que puxa!

Sabe quando você vai ao cinema assistir a um drama e não se emociona ou vai ver um filme de comédia e não consegue sorrir? É exatamente essa sensação que você tem ao ver os lobos evoluindo e quase virando um “Escorpião Rei”(para quem não viu é só conferir um trecho dessa “obra de arte” dos efeitos especiais, clicando abaixo). Essa falta de cuidados interfere no resultado geral de toda a obra.

Os vampiros interagem muito bem entre si, ponto positivo. A falta de um casal e o excesso de briguinhas entre as famílias dos sugadores de sangue e lobisomens também excede o aceitável e acaba se tornando complicada e desnecessária. Na verdade existem alguns personagens sem muita relevância e se fossem descartados ou melhor aproveitados causariam outro aspecto no contexto geral.

110952

Eu sempre salvo o filme, desculpa tá!

A expectativa em torno de Anjos da Noite foi enorme, mas que provavelmente será recheada de decepções, não apenas pelos fatos citados acima e sim pela falta de uma narrativa um pouco mais atraente. Essas Guerras de Sangue surtiriam melhor efeito se apenas virassem uma guerra, talvez o ritmo seria outro.

Atenção para o spoiller:

Cena de Selena voltando e sem uma frase do tipo: I´m back baby! Acaba sendo um desperdício e David pulando da água com espada na mão…hum já vimos isso hein!

Uma diversão garantida, cheia de falhas.

Nota: 6

Por Dieguito C.Melo

Revisado por Thalles Amaro

Apoio UCI Cinemas